30 de julho de 2017

Nanan - Mundo a Rodar


"Passarinho pela porta entreaberta entrou
E procurando uma janela ele me chamou
Me chamou...
Me chamou...
Não sei
O que aconteceu naquele momento
Piei!
Passarinho sou eu...
Canarinho sou eu...
Voei
Nas cidades e florestas
Me criei
Em tijolos centenários
Pisei
Em raízes milenares
Meu passado
Encontrei
Meu destino
Eu já sei
Cruzei
Linhas tortas que de longe
Mirei
E vi a reta se formando
Calei
Entendi todo o sentido
E vim para agradecer...
E vim para agradecer...
Mundo rodou
Mundé um só
Gaia sou Eu
Pachamama sou Eu
Haux
Heia
Aho
Aloha
Em nós
Gaia sou Eu
Pachamama sou Eu
Curou
Dentro e fora
Chá e cinza
Cantou
Trouxe aurora da matina
Rogou
Grande Espírito que ativa
Te firma no encanto
Das matas
Na força ao encontro
Da graça
Lavei
Água fria
Pele morna
Limpei
Meus passados
Minhas memórias
Amei
Ancestrais de muitas glórias
Com respeito estudei...
Gratidão ao meu Rei...
Meu Rei é o Amor
Amor e Sol
Gaia sou Eu
Pachamama sou Eu
Mundo girou
Mundé um só
Gaia sou Eu
Pachamama sou Eu
Haux
Heia
Aho
Aloha
É nóis
Gaia sou Eu
Pachamama sou Eu
Mundo, mudo, mundo
Vai rodar
Já rodou
E sempre vai rodar"
-mundo a rodar, nanan, abril/2014

Sounds from Web