28 de dezembro de 2015

Itália proibiu a circulação automóvel por causa da poluição atmosférica

Cidades sem carros? Em Itália é uma realidade por estes dias e a responsabilidade é da poluição atmosférica. Em Milão, por exemplo, o trânsito automóvel foi proibido entre as 10h00 e as 16h00 desde hoje e até quarta-feira. Ou em São Vitaliano, perto de Nápoles, a câmara proibiu até o funcionamento dos fornos a lenha utilizados para fazer as pizzas.
O cenário repete-se um pouco por todos o país devido à pobre qualidade do ar. Roma também adoptou medidas drásticas, em que durante os automóveis com matrículas pares foram proibidos de circular, sendo a vez das matrículas ímpares amanhã.
Um relatório da Agência Ambiental Europeia mostrou que Itália tinha, em 2012, o maior número de mortes relacionadas com a poluição atmosférica da União Europeia. De um total de 491 mil mortes relacionadas com a poluição atmosférica, 84.400 ocorreram em Itália.
Segundo o "The Guardian", que cita o "La Repubblica", em Milão havia dezenas de carros da polícia a patrulharem as ruas à procura de transgressores. As multas variam entre os 163 euros e os 658 euros. A cidade está, entretanto, a promover os transportes públicos, anunciando que um bilhete de autocarro ou metro será válido para um dia inteiro durante este período.
 Paula Cravina de Sousa