5 de novembro de 2015

Castro Verde lança coletânea para comemorar um ano de cante Património Mundial

A Câmara de Castro Verde anunciou hoje o lançamento de uma colectânea de temas de grupos corais do concelho para comemorar o primeiro ano da classificação do cante alentejano como Património da Humanidade.




Intitulada "Planície a Cantar", a colectânea, a lançar no dia 29 deste mês, reúne 13 faixas e resulta de uma recolha de temas dos discos editados pelos grupos corais do concelho em actividade, explica o município, do distrito de Beja.
Segundo a autarquia, a edição da colectânea, no âmbito da acção desenvolvida pelo Grupo de Trabalho do Cante, pretende comemorar o primeiro aniversário da classificação do cante alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), que se assinada no dia 27 deste mês.
No dia 29, para comemorar o primeiro aniversário da classificação, a autarquia vai promover um desfile de grupos corais do concelho, a partir das 15:00, entre a Praça da República e o Cineteatro Municipal de Castro Verde, onde depois será apresentada a colectânea "Planície a Cantar".
A iniciativa será "uma tarde de cante e convívio, que visa assinalar esta data emblemática para o Alentejo e, uma vez mais, homenagear os homens, as mulheres e as crianças do concelho que dão voz a este traço maior da nossa cultura e que terminará com um jantar convívio oferecido aos cantadores", explica a Câmara de Castro Verde.
O cante alentejano, canto colectivo sem recurso a instrumentos, foi classificado a 27 de Novembro de 2014 como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, graças a uma candidatura apresentada pela Câmara de Serpa e pela Turismo do Alentejo.