3 de julho de 2016

Barca Velha



Barca Velha é a epítome, o primeiro, símbolo inquestionável da mais alta qualidade dos vinhos do Douro. Clássico, intenso, complexo, elegante e rico, os adjectivos são poucos para descrever aquele que é, desde a sua criação em 1952, o vinho português mais celebrado. Barca Velha é a base sobre a qual se formou a reputação da Casa Ferreirinha, a marca especialista com maior tradição de qualidade no Douro e uma das suas principais referências mundiais. Barca Velha é declarado somente em anos verdadeiramente excepcionais (17 no total, incl.2004).
Notas de Prova: Barca Velha 2000 tem uma intensa cor ruby e um aroma de grande exuberância e complexidade, com forte presença de frutos vermelhos bem maduros como a ameixa, framboesa, e uma excelente componente de especiarias, nomeadamente noz, cravinho e canela. Encontram-se também aromas balsâmicos, a caixa de tabaco e ligeiramente mentolado, harmoniosamente conjugados com madeira de excelente qualidade. Na boca apresenta uma excelente estrutura e equilíbrio, boa acidez e taninos firmes, de grande qualidade. Reconhecem-se já os aromas terciários de envelhecimento em garrafa, bem conjugados com os aromas primários da fruta e secundários da fermentação, que contribuem para um final longo e harmonioso.
Provenientes da Quinta da Leda e de outras vinhas situadas a altitudes mais elevadas, Maturação e Guarda Os vinhos que, nesta fase, potencialmente dão origem a Barca Velha, foram transportados para Vila Nova de Gaia logo após o final da maceração, onde depois das fermentações de acabamento foram submetidos a “elevage” ou maturação durante cerca de um ano a ano e meio (dependendo do lote e da casta em causa) em vasilhas de madeira de carvalho Francês, com 225 litros de capacidade. O lote final foi elaborado com base na selecção continuada dos melhores vinhos, resultante das inúmeras provas e análises efectuadas durante este período aos diferentes lotes e barricas existentes.